Por Carlos Giordano Jr.

Divirta-se com Artigos, Crônicas, Poesias e Poemas, Gastronomia e Administração.
Direitos autorais reservados

domingo, 15 de abril de 2007

Fazenda Amendoeira

Quando a lua crescente nasceu no horizonte, um fio de prata riscou a tranqüilidade da praia das tartarugas, na Ilha de Santo André. A pintura em visão quase surreal nos presenteava com aquela sombra noturna do coqueiro, que de dia me acalentava os sonhos de felicidade embalados pelo movimento daquela deliciosa rede.

O brilho projetado no mar nos mostrava o início de um pensamento de conforto, de paz e certa magia. Se pudesse teria gravado o som dessa paisagem.

Foram dias de muita alegria que passamos ao lado de Federico Idi e sua simpática Vanda na Fazenda Amendoeira. Lugar delicioso, que esse amigo construiu a 7 km de Santa Cruz Cabrália no Sul da Bahia. Exímio navegador, passara dez longos anos de sua vida singrando os sete mares a procura de seu refúgio. E ali ancorou seu barco.

A praia das tartarugas, como foi batizada, é abrigada por um recife que se projeta paralelo a praia por cerca de 100 metros, protegendo-a dos movimentos bruscos das marés, proporcionando assim, um verdadeiro deleite para aqueles que curtem o sossego do local. Federico ali edificou seu sonho, erguendo chalés de uma beleza rústica que nos convida ao desejo de sempre voltar.

O restaurante da pousada tem uma graça italiana. Com sua decoração minuciosamente elaborada por quem conhece o que é bom, ele oferece aos seus convidados e amigos, jantares dignos de grandes comemorações. No nosso caso, sempre comemoramos nossa grande e inestimável amizade.

A casinha do pescador foi reformada para nos receber em nossas férias. Integrada na natureza e com os pés na areia, ela nos levou para dentro de suas desconhecidas histórias, proporcionando a todos, dias e noites de muita conversa, cervejinhas geladas e quitutes de camarões e lula frescos preparados no fogo de chão debaixo daqueles coqueiros.

No restaurante da praia, também com os pés na areia, os bons pratos eram preparados pelo chef Federico e eram servidos acompanhados de um bom Chardonay gelado à sombra daquela enorme Amendoeira, que deu nome ao lugar.

Isso realmente nos faz muito bem.




Obrigado ao amigo Federico, que muito lutou para nos presentear com esse seu pedaço do paraíso.

Nenhum comentário: