Por Carlos Giordano Jr.

Divirta-se com Artigos, Crônicas, Poesias e Poemas, Gastronomia e Administração.
Direitos autorais reservados

domingo, 23 de outubro de 2011

O Foco Corporativo

Por Carlos Giordano Júnior

Manifesto aqui com muita clareza, a grande dificuldade de relacionamento e comunicação num ambiente corporativo.

Afinal, qual é o foco, qual é mesmo o nosso compromisso de entrega nesse ambiente?

Com o que devemos nos comprometer?

Teremos o tempo necessário de alinharmos nossos anseios e desejos com a gana e até mesmo com o desespero de mostrar-nos líderes de quem, se perdermos a razão de nossa própria existência como equipe?
Ora, ora...

Quando tivermos mais lógica ou coerência ao explicarmos um erro do que justificarmos um acerto, algo estará muito errado.

De fato, a mim, cabe a preocupação de que as estratégias originais empresariais que são escritas também corporativamente, possam não estar sequer sendo executadas, enquanto todos se admiram e se envolvem com seus "espelhos" da vaidade em pretensas realizações ilusórias, creditando-se a si mesmo, ao final, a certeza de sua própria dúvida.

Saibam que o ambiente corporativo é a solução para o trabalho em equipe, onde todos almejam o mesmo resultado, se juntam, se imantam para um bem comum.

Em nenhum momento, o corporativo vira corpo sem que haja esforço ou energia coletiva.

Nesse mesmo ambiente há um conjunto de forças e formas que necessitam ser vistos sempre com bons olhos. 

  • A inteligência emocional, por exemplo, se revela em seu ápice e propósito quando assiste ao conhecimento da verdade e dos fatos a serviço do bem. 
  • A maturidade profissional que nos levará à certeza da ação de forma ética e servil. 
  • O controle das emoções que se confundem num mundo racional e emocional convivendo no mesmo tempo e espaço. 
  • A transparência, a verdade e a autenticidade de propósitos corporativos sempre nos indicando o caminho do sucesso da ação proposta. 
  • Esse sucesso, almejado a qualquer custo, sem que tenhamos a definição do que é custo e o do que é benefício. 
  • As contradições e antagonismos entre querer o bem e agir sem querer de forma errada. 
  • O início, o meio e o fim de um tempo racional, em que dissimulamos essa certeza e tentamos absurdamente negá-la. 
  • O caráter, a índole ou, em resumo, a firmeza de seus propósitos nesse ambiente comum a serviço do grupo. 
  • A ética corporativa num mundo de valores contestados a cada instante. 
  • A necessidade do respeito e suas interdependências às relações humanas com seus anseios. 
  • O credo e o poder do pensamento positivo em contraste com o negativismo de um ambiente de disputas e comparações. 
  • Os exageros e descomedimentos na esfera da vaidade pela satisfação em detrimento à felicidade. 
  • O comprometimento em que pese comprometer-se com esses mesmos valores tão questionados. 
  • A necessidade da gratidão, como exercício de honestidade e respeito. 

E tantas outras forças que necessitam também de foco para que a unidade de pensamento e a comunhão de interesses seja alcançada pela equipe.

A pontuação das funções de cada colaborador (especialmente dos novos, que ainda não se entregaram à cultura empresarial), atribuindo a eles e a todos, as razões dos objetivos da empresa de forma clara e transparente, é obrigação master do gestor, afim de que os liderados possam se comprometer por suas entregas, pelas quais se obrigaram através dos compromissos assumidos com os acionistas e principalmente com os clientes.

Nesse mote, para um start, sugiro, apenas por cautela, que foquemos principalmente à primariedade e simplicidade das rotinas que são exeqüíveis, num instante em que, em detrimento daquelas que acreditamos serem certas, avançamos na obscuridade das incertezas de um mar nunca dantes navegado..

O resgate dos valores, da missão e da visão é o exercício de todos unidos pelo mesmo foco.

A empresa cujo foco não é claro, envidará muito mais esforços pela conquista de muito menos para si e para todos.

Cabe ao líder, sempre, apoiar em todas suas incursões rumo ao padrão que deseja implantar, policiando-se também da sua ânsia de querer ajudar a todos esquecendo-se de si próprio.

Sabedor da competência e da capacidade de sua equipe, profundo conhecedor de seu destino, esse mesmo líder se obrigará a transformar desejos em realizações, através da motivação de sua equipe rumo ao mesmo ideal.

Confiemos no sucesso que alcançaremos sempre juntos.
Minha confiança nisso tudo, engrandece meu próprio ser.

Sucesso!

Nenhum comentário: