Por Carlos Giordano Jr.

Divirta-se com Artigos, Crônicas, Poesias e Poemas, Gastronomia e Administração.
Direitos autorais reservados

domingo, 28 de setembro de 2014

Sei lá

Consciência para que?
Desde sempre, para sempre
A defesa da mente, do pensar
Afim de...
Desde que...
O eu que não existe sem algo a pensar
O pensar que não existe sem o eu a experimentar
Credo, cruz, cruz e credo

Sei que não sei que sei
Aquilo que gostaria de saber
Experimentar o pensamento
É realizar o desejo daquilo que seria
Mas o mundo simplesmente
Não é

Nada é.
Nada
É.

Talvez nunca tenha sido
Senão aquilo que vivemos
Experimentamos viver
Com a dor de termos vivido
E a alegria de termos experimentado
Existir.

Consolo de ser o que sou.
Talvez não.
Sei lá.


Nenhum comentário: