Por Carlos Giordano Jr.

Divirta-se com Artigos, Crônicas, Poesias e Poemas, Gastronomia e Administração.
Direitos autorais reservados

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Cegueira

Vendo meu fusca e meu fogão
Vendo minha bike e minha moto
Vendo minha viola e meu violão

Vendo minha máquina de escrever
Vendo as moedas que juntei
Vendo tudo que tenho e que não uso

Vendo até minha TV que pouco vejo
Vendo o vinho que não bebi
Vendo as noites que não dormi

E vendo isso, não enxergo o essencial ao coração
Só consigo ver as árvores que um dia plantei

Nenhum comentário: