Por Carlos Giordano Jr.

Divirta-se com Artigos, Crônicas, Poesias e Poemas, Gastronomia e Administração.
Direitos autorais reservados

domingo, 20 de novembro de 2016

Campanha Nacional do Saco Cheio

Por Carlos Giordano 

APOIE MAIS ESTA MERDA DE CAMPANHA!
Pelo menos ela é honesta.

Para começar os donos das escolas, cientistas, professores, pesquisadores e alunos das grandes universidades, esgotados de tanta pressão nos estudos, tentando por todas as formas e maneiras descobrirem a vacina contra a grande maioria dos males que assolam a humanidade, dão um passo rumo ao despropósito a partir de hoje, ignorando todas as responsabilidades que recaem sobre si, se lançando ao relapso comodismo da fuga do nefelibata. É o que desejam, parece. Que sorte!

Se tudo vira pizza no terceiro mundo... Porque tanta fome?

Vamos todos então também, com o saco bem cheio, fugirmos daquilo que nos cansa e que nos aborrece a partir de agora. 

Os que têm sede poderiam ficar uma semana inteira tomando água. Os que têm fome ficariam comendo sem parar, como os americanos o fazem, engolindo tudo aquilo que vissem pela frente. Os pobres desgraçados, cansados de terem tanta esperança e fé em Deus, poderiam tirar uma semana de folga se entregando ao casuísmo. Também não seria de se estranhar se os médicos, tão bem remunerados em sua profissão, descansassem essa semana, atendendo graciosamente os doentes mais carentes e aflitos, ficando nas filas dos Hospitais Públicos só por curtição. 

Os “Sem Terra”, tão entusiasticamente apoiados pelo Governo, poderiam dar um tempo de uma semana, não recebendo nenhum apoio financeiro deixando a hipocrisia de lado. Os jogadores seriam punidos tendo que jogar pelo menos uma semana de bom futebol sem ganhar nada, a não ser vaias. E, claro, nossos políticos participariam safando-se de todo esgotamento que a retórica lhes causa, calando a própria boca por uma semaninha só, ademais poderiam dar um tempo de uma semana para os Cofres Públicos encherem de novo daquilo que eles mesmos roubaram. 

Os religiosos cansados de tanto a Ele pedir, poderiam apoiar nossa campanha para que com a humildade que lhes seria peculiar, oferecer de volta aos fiéis aquilo que essas tantas igrejas arrecadam com a mentira pregada pela venda da suposta felicidade. O dono do Jornal, esgotado de tanto informar, poderia ficar uma semana inteira se informando com o preciosismo da cultura televisiva global. Os tele-empregados poderiam se dar um tempo ouvindo por uma semana inteira as próprias besteiras que transmitem. 

Os telespectadores simplesmente desligariam a televisão por uma semana, assim, os anunciantes deixariam de encher nosso saco com tanta publicidade idiota, os gerentes de marketing dariam um tempo aos gerentes de vendas que deixariam os vendedores em paz ligando para pelo menos um de seus clientes pedindo pelo Amor de Deus para comprarem algo. Os vendedores irritados, descansariam consumindo os produtos dos vendedores vizinhos. Os clientes fechando tudo e nos deixando em paz com suas ofertas e promoções, fariam com que deixássemos de gastar pela nossa também rebeldia, rasgando nossos talões de cheques e queimando a droga do cartão de crédito e o banco que se ferre com nossas dívidas que eles mesmos mascaram.

Quem estivesse com o saco cheio da mulher, poderia dar um descanso experimentando ser homossexual por uma semana, para ver as coisas se encaixando melhor e por longos sete dias os travestis cansados de tanta exibição, deixariam a barba crescer para ver o que é bom. As mulheres dariam um tempo sendo felizes sem o cartão de crédito.

Os cozinheiros esgotados, poderiam passar a semana toda comendo Big Macs. O Big Mac venderia comida de verdade. Os engenheiros poderiam relaxar um pouco nos seus cálculos estruturais, para a alegria dos donos das obras, enquanto gozariam apoiando nossa Campanha do Saco Cheio.

Os motoristas de ônibus ofereceriam a sua contribuição descansando e deixando descansar a todos os motoristas de veículos particulares que rodam solitários pelos grandes centros urbanos.

Nessa semana, dando incondicional apoio à Campanha, os usineiros nos presenteariam nos dando uma trégua e aos nossos narizes sofridos, simplesmente se cansando de colocarem fogo nos canaviais, devolvendo-nos nosso Céu Azul. Os industriais, sofridos por serem cobrados por poluírem nossos rios com o lixo podre de sua pobre produção, poderiam se rebelar despejando por uma semana inteira água tratada em seus esgotos. O dono da escola, cansado de tanto ganhar, poderia descansar, repassando a todos os sofridos pais de alunos, um desconto no valor correspondente a uma semana de sossego e saco bem cheio. Nós, os pais, cansados de tanto trabalhar para podermos pagar as mensalidades absurdas cobradas pelas Universidades que estarão também em folga, tiraríamos um bom descanso deixando a inadimplência atingir desordenadamente o bolso do dono da escola. Daí que eu quero ver.

Apoie mais esta droga de Campanha. 

Doe ouro para mim. 
O do Brasil já levaram

Nenhum comentário: